Marketing de Influência - Como os influenciadores podem te ajudar a vender mais?

November 19, 2021
Prepare-se pra vender

Marketing de Influência é uma estratégia que consiste em usar criadores de conteúdo digital com grande alcance e engajamento para divulgar um determinado produto ou serviço. Os chamados influenciadores digitais possuem uma relação de proximidade e confiança com sua audiência, o que faz com eles tenham um potencial muito grande de conectar público e marca, de forma natural, em meio a atividades do dia a dia.

Na Semana de Best Friday da INK, conversamos com Bruno Karra, CEO da BAW, e ele compartilhou com a gente um pouco da história da marca, que é referência brasileira em Marketing de Influência. Bora lá mergulhar nesse universo e aprender muito!

Um tipo de influenciador para cada objetivo

1- As celebridades
Para alcançar mais pessoas, o ideal é buscar figuras públicas, as chamadas “celebridades”, que correspondem ao tipo de influenciador com maior alcance, ou seja: uma simples publicação com o seu produto é capaz de impactar milhares de pessoas de uma vez só. Essa é uma boa estratégia para colocar o seu produto no mercado e permitir que as pessoas o conheçam.


2- Os especialistas
Para impactar um público mais segmentado, que possui fit com a sua marca, e um bom potencial para se tornar seu cliente.

3- Os microinfluenciadores
Para uma estratégia mais voltada para a conversão, ou seja, para a venda do seu produto ou serviço.

Como encontrar os influenciadores perfeitos para a sua marca?

Existem algumas forma de pesquisar influenciadores, entre elas:

1- Pesquisa de nicho

Quando você conhece bem o seu nicho e seu público-alvo, você sabe quais contas eles seguem, em quais grupos eles estão, quais eventos eles frequentam. A partir de uma pesquisa por esses canais, você pode listar os influenciadores preferidos da sua audiência.

Se você não sabe, é hora de estudar seu público-alvo, desenhar as personas* do seu negócio e, principalmente, mapear atividades predominantes como profissão e hobbies.

* Representação do seu cliente ideal. Se você quer saber o passo a passo para criar a sua, clica aqui.


2- Ferramentas

Fizemos uma seleção de 8 ferramentas que vão te ajudar nessa!

1-Influency.me

2- Airnfluencers

3- Celebryts

4- Humbble

5- Kuak

6- Influence.com

7- Digital Influencers

8- Famebit


E por onde começar?

Separamos todo o processo em 5 passos, assim vai ficar bem fácil se organizar para começar.

Passo 1 - Definir suas metas

Como saber se você está tendo sucesso com sua estratégia se você não sabe qual o seu objetivo?

1- Alcance: Impactar mais pessoas e aumentar a visibilidade do seu negócio.

2- Tráfego: Fazer mais pessoas acessarem seu site.

3- Vendas: Aumentar a taxa de conversão e, literalmente, vender mais.

Para definir melhor os seus objetivos, volte para o começo desse capítulo e analise a pirâmide de influência com relação ao funil de vendas. Assim, você terá clareza sobre qual fase do funil você deseja focar, e, a partir daí, poderá definir os próximos passos.

Passo 2 - Definir o orçamento da campanha

Dos microinfluencers às grandes celebridades, ninguém trabalha de graça. Antes mesmo de entrar em contato com os influenciadores, analise seu caixa e defina o budget da campanha.

Passo 3 - Mapear os influenciadores

Para cada objetivo, um tipo de influenciador. No passo anterior, você definiu o seu objetivo, agora é hora de definir os influenciadores. Para isso, volte um pouco no tópico “Como encontrar o influenciador ideal para a minha marca?” e comece a sua pesquisa. Faça uma
lista dos que mais tem fit com sua marca e objetivo e entre em contato.


Passo 4 - Crie o briefing da campanha

Esse passo é super importante, pois a mensagem que o influenciador vai passar precisa estar 100% alinhada com as metas que você definiu no passo 1. Por isso, liste os pontos principais da ação, o que pode e o que não pode ser falado, e tudo que você acredita que seja importante seu influenciador saber.

Passo 5 - Entrar em contato com o influencer

No passo 2, você pesquisou e listou os influenciadores mais próximos da sua marca e seu objetivo. No passo 3, você definiu o orçamento da campanha e no passo 4, criou o briefing. Agora, é hora de entrar em contato! Capriche no e-mail ou mensagem e, se possível, monte uma apresentação de powerpoint sobre a sua marca! Isso irá passar credibilidade =)

E pra fechar, se liga nas 5 dicas do Bruno Karra, CEO da Baw, sobre Marketing de Influência!

1-Será que esse influenciador tem fit com a sua marca?
Será que esse influenciador tem fit com a sua marca? Existem várias ferramentas que mensuram engajamento, likes e alcance, mas mesmo utilizando-as, não se esqueça de fazer uma pesquisa qualitativa. Entre no perfil do influenciador, veja o que ele divulga, o que consome, confira o engajamento e comentários por conta própria e, no final das contas, reflita: esse influencer tem fit com a minha marca?

Ter fit = ter conexão com a sua marca, fala com o mesmo público, tem filosofia e lifestyle que combinam com os seus.


2- Tome cuidado para não cair numa cilada!
Existem pessoas que têm milhões de seguidores, mas que você nunca ouviu falar. E tá tudo bem, não tem como conhecer todo mundo. Mas será que ela é realmente influenciadora? Aí você vai ver as fotos e tem poucos likes, os comentários são genéricos e sem conteúdo, os seguidores tem cara de robôs...

Por isso a análise qualitativa é tão importante: com um olhar humano, você consegue enxergar se aquele influenciador realmente influencia, e assim, evita de cair numa cilada.

3- Match influenciador + marca

No começo, usar influenciadores que sejam do seu nicho pode não ser tão interessante. Para gerar awareness para a marca, pode abrir mais! Isso fará a marca ficar mais conhecida e ganhar campo, o que é uma estratégia válida para esse primeiro momento. Mas atenção: nichar é importante! Quando gerar o awareness esperado, comece a focar em influenciadores que façam fit com a marca, senão ela perde o propósito e a razão de existir.

4- Três passos para trabalhar com influencers na Best Friday

Passo 1 - Não deixe para fechar campanhas na última hora.

Passo 2 - Não foque todos os esforços no dia da Best Friday: trabalhe com ofertas espalhadas pelo mês inteiro, para evitar sobrecarga

no site e ter problemas de logística.

Passo 3 - Se houver orçamento, diversifique os influencers! Para a Best Friday desse ano, a BAW já tem 100 nomes preparados para divulgar a marca. Importante frisar: riscos sempre existem! Às vezes, acontece da gente investir em determinado influenciador, achar que ele vai mandar super bem e... flopar. Você não vai acertar sempre, por isso, é importante aceitar desde já que decisões de risco serão tomadas e é assim mesmo. É com muita tentativa (e erro) que você consegue entender o que funciona para a sua marca e, a partir daí, crescer cada vez mais.

5- Preço fixo x Comissão

Quando a marca não é conhecida, é normal o influencer exigir preços fixos, afinal ele não sabe se vai conseguir vender ou não. Depois que a sua loja atingir certo reconhecimento, como ocorre com a BAW, os contratos por comissionamento tornam-se muito mais comuns.

Pagar por comissão vale muito mais a pena, porque a galera comissionada vira parceira da marca. Eles querem vender mais, divulgar mais, usar mais, fazer mais stories, porque tudo isso também significa que eles vão ganhar mais. A promoção fica muito mais natural e orgânica do que aquele publipost pago e isolado dizendo "ai, amei essa blusinha, compra lá gente".

DICA: influencers que realmente usam BAW vendem muito, enquanto que aqueles que só vendem mas não usam, não vingam. Portanto, vale ressaltar: procure influenciadores que realmente deem match com a sua marca.

Como marcas pequenas podem conquistar influencers grandes?

No começo da BAW, pra chamar a atenção dos influencers, fazíamos cartinhas (escritas a mão)! Esse trabalho de formiguinha tinha motivo: fazer algo personalizado que pudesse encantá-los. A dica, portanto, é: faça algo diferente, personalizado, seja na embalagem ou no produto em si. Leve em consideração o lifestyle do influenciador e torça para ele gostar e postar! Pense fora da caixinha!

E pra fechar, as palavras de Bruno Karra:

"Vai na fé, arrisca, se não testar não tem como saber se vai dar certo. É na tentativa e erro que as coisas acontecem. Independentemente do mercado que você atua, procure os influenciadores. Você precisa aparecer pra galera, e influencers são uma forma muito mais humanizada de fazer isso."


E você, já começou a investir nesse tipo de marketing para o seu negócio? Compartilha aqui sua experiência!

Se você curtiu o conteúdo desse artigo e quiser assistir nosso papo na íntegra, é só clicar aqui!

Boa! Muito obrigado por deixar seu comentário! :)
Vixe, alguma coisa deu errado!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba os melhores conteúdos e dicas sobre empreendedorismo diretamente em seu e-mail!

E-mail cadastrado com sucesso!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
No items found.